Cuidados ao migrar sistemas legados para a nuvem

Cuidados ao migrar sistemas legados para a nuvem

 > Cloud  > Cuidados ao migrar sistemas legados para a nuvem

Cuidados ao migrar sistemas legados para a nuvem

Quando se fala em serviços em nuvem, o mercado não poupa argumentos sobre os benefícios para o negócio. Nós mesmos já falamos várias vezes sobre os ganhos em economia, escalabilidade e velocidade que, convenhamos, toda empresa busca hoje em dia.

 

Mas se o assunto forem os sistemas legados, a regra pode não valer para todos. “Essa migração precisa ser muito bem pensada para que não surta o efeito contrário. Sistemas muito antigos podem não se beneficiar de todas as vantagens da nuvem e acabarem gerando custos adicionais que não estavam previstos”, alerta o diretor da LB2, Luister Bonzanini.

 

 

Erros

No artigo divulgado pela Infoworld, o especialista David Linthicum reconhece que existe um forte movimento de transferência de sistemas milionários, muitos deles com mais de 10 anos, de plataformas on-premise para nuvens públicas, privadas ou híbridas. “Em muitos casos, a aplicação é simplesmente portada diretamente para nuvens públicas. Isso é conhecido como ‘lift and shift’, e é o caminho mais barato”, reconhece Linthicum.

 

“Lift and shift” nada mais é do que replicar na nuvem o que foi desenvolvido dentro de casa, sem a preocupação de redesenhar o sistema para adaptá-lo à nova plataforma. “Muitas empresas seguem por esse caminho não só por ter os custos reduzidos, mas também por ser mais rápido e fácil. Repensar toda a arquitetura do sistema para fazer essa transição pode, muitas vezes, não compensar financeiramente”, analisa Luister.

 

A verdade é que para se beneficiar de todo o potencial da nuvem, ou o sistema é “cloud native”, ou seja, nascido na nuvem, ou é refatorado para se adaptar às características dela. “Esse seria o cenário perfeito, mas entendemos que cada caso é um caso. Há situações em que optar pelo ‘lift and shift’ pode ser suficiente para o resultado esperado e em outros não. Com a ajuda de profissionais capacitados, as empresas precisam pensar na melhor estratégia para sua realidade”, aconselha Luister.

 

 

Como traçar uma estratégia bem-sucedida de migração?

Linthicum dá algumas orientações importantes para ajudar a definir quais aplicações vão ou não para a nuvem e de qual forma. Selecionamos 3 delas para ajudá-lo neste processo.

 

CASO DE NEGÓCIO E FINANCIAMENTO

O primeiro passo é definir quais aplicações devem ter prioridade no processo de mudança, os custos necessários e as fontes de financiamento que seriam utilizadas. Para isso, é preciso determinar os valores que seriam gerados para o negócio em termos de redução de custos e produtividade. Também devem ser consideradas a arquitetura e a forma como a aplicação foi criada, áreas que precisam ser aprimoradas e a melhor abordagem para que a migração seja realizada.

 

 

ANÁLISE DA AMPLITUDE E PROFUNDIDADE DA MUDANÇA

Ainda seguindo as orientações de Linthicum, é fundamental determinar os benefícios, funções, configurações e outros detalhes técnicos e não técnicos que fazem parte da essência da aplicação.

Definir, por exemplo, o número de pontos de função ou objetos, arquitetura, tecnologia empregada, configuração atual e planos futuros de desenvolvimentosão questões importantes para entender a complexibilidade e o trabalho necessário para realizar a migração.

 

 

PERFORMANCE

Um dos aspectos mais importantes aqui é identificar e entender a causa raiz dos problemas de performance da aplicação. Normalmente, a origem está na arquitetura do app em si e não na lógica da aplicação. É importante ter essa dimensão para estimular de forma correta o nível de esforço que será necessário para corrigir esses problemas de performance.

 

Outra forma de melhorar a performance é modificando a aplicação legada para que possa tirar o maior proveito possível dos recursos nativos da plataforma de hospedagem.

 

Outros fatores como segurança, controle de acesso, governança e recuperação de desastres também devem ser considerados para a tomada de decisão. A LB2 possui especialistas preparados para orientá-lo na estratégia de migração de aplicações para a nuvem. Caso precise de mais informações, entre em contato.

LB2
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website