Author: LB2

Existem dois modelos de servidores que podem ser utilizados por sua empresa: o servidor em nuvem e o local (on-premise). Entender o funcionamento de cada um deles para definir qual melhor atende a demanda do seu negócio é imprescindível para o máximo aproveitamento do investimento. Por isso, preparamos um pequeno guia com as características e diferenças entre eles para ajudar você a entender o que...

Read More

Las Vegas, nos Estados Unidos, a terra dos cassinos, abre espaço nesta semana para um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, o IBM Think. A LB2, empresa que faz do Camss Group, está presente no evento em busca de se atualizar sobre as novas tendências tecnológicas. Para acompanhar tudo que acontece estão presentes no evento representando a empresa Fabrício Braz, gerente de operações; Luister,...

Read More

Em um ambiente no qual ocorrem rápidas e significativas mudanças nas tecnologias digitais, é imprescindível trabalhar o mais rápido possível para acomodar todas as necessidades de negócios na mesma velocidade. Porém, essa é uma das principais dificuldades das empresas: atendê-las com a mesma prioridade, assim como equilibrar todos os requisitos de interface de provedores externos que possam incluir seu ecossistema de tecnologia.   A solução para esse...

Read More

A computação em nuvem faz parte da operação de muitas empresas. Esse modelo de armazenamento vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos e promete seguir nos próximos anos. Listamos algumas das principais tendências de computação em nuvem para 2018, segundo a opinião de especialistas e da consultoria Gartner, e como elas devem melhorar ainda mais a computação em nuvem, com novas soluções e funcionalidades.   Confira as 6...

Read More

É importante levar em conta algumas variáveis antes de responder a essa pergunta. Também vale antecipar que não existe uma resposta única e uma também não exclui a outra. As duas alternativas podem ser utilizadas para fins distintos em uma mesma empresa. “As motivações para optar por nuvem ou infra on-site são diversas. Segurança, escalabilidade e custo são apenas algumas delas”, afirma o Gerente de Operações...

Read More

Capacidade e modo de processamento. Ao final deste post, você vai concluir que essas são as principais diferenças entre as arquitetura CISC e RISC. Mas para chegar lá, vamos começar do início.   O QUE O PROCESSADOR FAZ?   Considerado o cérebro de um computador, o processador – ou Unidade Central de Processamento (CPU) – é um circuito eletrônico responsável por executar uma série de instruções dadas pela máquina. Essas...

Read More

Dando sequência ao detalhamento dos tipos de armazenamento, vamos falar agora de NAS e SAN.     Network Attached Storage (NAS)   É um sistema de armazenamento dedicado ao compartilhamento de arquivos, e, por isso, também é conhecido como servidor de arquivos. A arquitetura de conexão funciona da seguinte forma: os servidores e o storage NAS são ligados a um switch por meio de protocolos IP e conectados a uma rede...

Read More

Agora que você já sabe como um grupo de HDs pode ser conectado para formar uma unidade lógica de armazenamento (RAID), é hora de entender as opções que as empresas possuem para fazer a gestão do armazenamento de dados. Significa dizer: como os dados serão transportados para o RAID (ou qualquer outro dispositivo de armazenamento) e como serão enviados de volta para o cliente quando forem...

Read More

Dando sequência à explicação sobre os diferentes tipos de RAID, neste post você entenderá o que são os níveis 3, 4, 5, e 6 e a forma híbrida que une os RAIDs 1 e 0.     RAID 3   Ao contrário de todos os outros níveis de RAID, neste caso, a informação não é dividida em blocos, mas sim, em bytes individuais. Por conta disso, a gravação das informações...

Read More